Open Banking
Regulamentação
Risco
Open Banking
Regulamentação
Risco
15 de maio de 2024
5 min

Guia de verificação de identidade digital: Como isso beneficia sua empresa

Trustly

Se você já teve que carregar uma foto do seu passaporte ou tirar uma selfie ao abrir uma conta bancária por meio de um aplicativo, então você já participou de uma verificação de identidade digital. Assim como a verificação de contas, esse processo é fundamental para o ecossistema financeiro e o resultado de regulamentações rigorosas como Know Your Customer (KYC) e Anti-Money Laundering (AML). De acordo com a Comissão Federal de Comércio dos EUA, as perdas por fraude em todo o país aumentaram 14% em relação ao ano anterior em 2023, totalizando US$ 10 bilhões, dos quais os principais contribuintes são impostores ou roubo de identidade (principalmente em pagamentos com cartão de crédito).

Essa tendência alarmante é a razão pela qual a verificação da identidade de um usuário é tão crucial. Às vezes, basta uma informação postada publicamente nas mídias sociais (como um local de trabalho) para que um hacker possa realizar uma aquisição de conta. As instituições financeiras e as empresas precisam de ferramentas, políticas e verificações internas atualizadas para examinar os clientes em potencial e garantir que não estejam prestando serviços a criminosos cibernéticos. Neste guia, daremos uma visão geral da verificação de ID digital, como ela funciona, os diferentes métodos usados e como ela beneficia as empresas.

O que é a verificação de identidade digital e como ela funciona?

A verificação de ID digital envolve a coleta, a validação e a análise de dados pessoais, como data de nascimento e endereço, para confirmar a identidade de um cliente em potencial durante a integração. Por exemplo, os bancos e as FinTechs usam uma combinação de verificação de documentos de identidade (por exemplo, passaporte, carteira de motorista) e biometria (por exemplo, reconhecimento facial, impressões digitais) para encontrar uma correspondência exata. Além dos serviços financeiros, os casos de uso mais comuns para verificação de identidade on-line incluem saúde, comércio eletrônico, serviços governamentais e telecomunicações.

A verificação on-line geralmente pede aos clientes que carreguem um documento de identidade no site/aplicativo. Em seguida, as informações são cruzadas em tempo real com os bancos de dados existentes e verificados pelo banco. Por exemplo, o Trustly ID usa dados de nível bancário para comparar instantaneamente os usuários potenciais com os titulares de contas bancárias. TrustlyA plataforma proprietária da Open Banking extrai informações prontamente disponíveis, inclusive nomes legais, e-mails e endereços, de bancos que coletam esses dados como parte de sua conformidade KYC.

Além de cumprir as medidas antifraude e de segurança, o objetivo da verificação de identidade on-line é a integração do cliente sem atritos e a experiência aprimorada do usuário. Isso é especialmente importante se uma empresa tiver vários aplicativos ou plataformas, pois fazer com que os clientes em potencial repitam o mesmo processo de verificação de identidade pode contribuir para a desistência. 

Em uma pesquisa realizada em 2022, descobriu-se que 26% dos clientes em potencial não prosseguiram com a inscrição porque havia muitas etapas manuais. Além disso, 26% apontaram a comprovação de identidade como um ponto problemático significativo, e é por isso que as empresas precisam encontrar a solução certa que seja completa sem ser tediosa.

5 Métodos de verificação de identidade digital

As soluções de verificação de identidade geralmente incorporam vários métodos que abrangem várias fontes de dados. Como um todo, esses pontos de verificação de dados são difíceis de falsificar. Um hacker pode obter acesso a um ponto de dados, mas é altamente improvável que ele consiga contornar todos eles.

Aqui estão os métodos mais comumente usados:

  1. Verificação de dados. Normalmente, essa é a primeira etapa, pois exige que os usuários enviem informações que podem ser facilmente confirmadas por meio de bancos de dados globais regulamentados, incluindo portais governamentais, agências de crédito e até mesmo serviços essenciais, como empresas de telecomunicações. As soluções de verificação de identidade geralmente usam inteligência artificial/aprendizado de máquina (IA/ML) para digitalizar rapidamente os documentos de identificação carregados. Esses algoritmos classificam, extraem e cruzam informações em segundos por meio do reconhecimento óptico de caracteres (OCR). Se você já escaneou seu documento de identidade por meio de um aplicativo e viu seus dados serem preenchidos automaticamente depois, isso é OCR em ação.
  2. Verificação biométrica. Impressões digitais, características faciais e íris são atributos exclusivos de cada pessoa e geralmente são a medida de segurança mais forte. Depois que uma foto de identificação é carregada, ela não só é analisada em busca de sinais de fraude (por exemplo, selos incorretos/adulterados), mas também é comparada com a selfie fornecida, em que a IA/ML pode analisar algo tão minucioso quanto o espaço entre os olhos. Mesmo que os fraudadores consigam copiar uma identificação oficial, eles não conseguirão ignorar a verificação de vivacidade, em que os usuários são instruídos a mover a cabeça durante a captura da selfie.
  3. Verificação de e-mail. O envio de um link de verificação para um e-mail é um protocolo padrão para testar se o usuário realmente tem acesso a ele. Os endereços de e-mail também são verificados para determinar se foram envolvidos recentemente em uma violação de dados. Além disso, o domínio do e-mail é analisado para confirmar se há um site real por trás dele, inclusive há quanto tempo ele está em operação.
  4. Verificação do número de telefone. Além das senhas ou pinos de uso único (OTPs), um número de telefone é verificado se for usado em outras contas, como mídia social ou serviços públicos. Isso geralmente significa que o número está sendo usado de forma legítima. O número também é cruzado com o banco de dados da operadora de rede para verificar se a conta está ativa, se houve algum incidente fraudulento ou se foi comprada recentemente.
  5. Verificação social/identidade confiável. Se um cliente potencial tiver aberto contas nos principais sites, será fácil cruzar seus dados com essas plataformas. Alguns provedores de identidade confiável comumente usados incluem o Google e empresas de mídia social como Facebook e Twitter (X).

Qual é a diferença entre a verificação de identidade e a autenticação?

A verificação de identidade e a autenticação podem parecer semelhantes à primeira vista, mas há uma diferença crucial. Embora ambas sejam usadas para evitar fraudes de identidade, a verificação é feita apenas uma vez para novos clientes durante o processo de integração. Uma vez verificada, a autenticação é necessária sempre que um usuário faz login em sua conta.

Por exemplo, os aplicativos bancários móveis enviariam uma OTP para o número de telefone verificado do usuário, além de exigir credenciais de login. Eles também podem usar dados biométricos autorizados para automatizar o reconhecimento. Esse recurso, chamado de autenticação multifator, foi desenvolvido para garantir que as caixas de seleção de segurança sejam marcadas antes que um usuário tenha permissão para entrar na rede de uma empresa.

3 Principais benefícios da verificação de identidade digital para empresas

A verificação de identidade agrega valor para as empresas em três áreas principais: conformidade, integração e segurança cibernética. Mais importante ainda, um sistema de verificação abrangente indica que a empresa prioriza a segurança dos dados dos clientes.

Veja como a verificação de identidade beneficia os comerciantes.

Permite a conformidade com a regulamentação 

Além da AML, o Programa de Identificação do Cliente (CIP) (parte da estratégia KYC) exige que as empresas dos EUA realizem a Due Diligence do Cliente. Ele envolve procedimentos que os comerciantes devem seguir para a verificação de identidade (incluindo a obtenção do consentimento do cliente para o compartilhamento de dados). Embora os bancos e corretores normalmente se enquadrem na CIP, outras empresas também estão sob sua regulamentação, incluindo agências de seguros, serviços de jogos de azar, trocas de criptografia e agências de viagens. Mesmo que não seja exigido por lei, muitas empresas adotam a CIP para proteger seus clientes e seus negócios contra crimes financeiros.

Aprimora a experiência do cliente com uma integração mais rápida

Um sistema de verificação digital intuitivo permite que os clientes façam a verificação apenas uma vez em todos os serviços e plataformas relacionados à empresa, eliminando o atrito e a frustração. À medida que mais pessoas adotam serviços financeiros on-line, os comerciantes precisam acompanhar as demandas por uma integração perfeita, incluindo ferramentas que possam preencher automaticamente os detalhes do cliente, lembrar as preferências e fornecer verificação quase instantânea. Por exemplo, a solução de identificação alimentada por IA da Trustlye as conexões com 12.000 bancos tornam a integração cinco vezes mais rápida.

Fortalece o gerenciamento de riscos e a confiança do cliente 

As soluções avançadas de verificação de ID usam IA/ML para sinalizar padrões e comportamentos irregulares, como o tempo que um usuário em potencial leva para inserir seus dados ou se ele está colando respostas em vez de digitá-las. Além disso, um mecanismo de risco constantemente atualizado e a capacidade de monitorar continuamente o comportamento do cliente, mesmo após a integração, demonstram que a empresa leva a sério a segurança cibernética. Por exemplo, a Trustly usa modelos de ML para analisar continuamente padrões em nossa base de mais de 8.000 comerciantes para sinalizar comportamentos fraudulentos.

A verificação de identidade digital ficou mais fácil

A verificação de identidade é fundamental para as empresas que desejam estar em conformidade com as regulamentações, reduzir as desistências de integração e priorizar a prevenção de fraudes. À medida que as técnicas de fraude se tornam mais sofisticadas, as empresas precisam se manter atualizadas para proteger seus clientes e a reputação da marca. Com o Trustly ID, as empresas têm a garantia de contar com uma solução robusta de verificação de identidade que tem acesso instantâneo a informações de clientes verificadas. Além disso, o Trustly realiza verificações regulares da qualidade dos dados para manter a precisão e a segurança.

Trustlytambém permite que os comerciantes verifiquem e autentiquem contas, integrem consumidores e facilitem pagamentos e transações seguros.

Solicite uma demonstração hoje mesmo.

Fique por dentro

Obtenha insights exclusivos e atualizações sobre todos os assuntos relacionados a Open Banking e pagamentos.

Obrigado! Seu envio foi recebido!
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.

Páginas e recursos relevantes

eCommerce
Open Banking
Pagamentos
21 de junho de 2024
5 min
Pagamentos em tempo real vs. ACH: qual deles sua empresa deve usar?
Pagamentos
Open Banking
20 de junho de 2024
5 min
Como maximizar a eficiência com pagamentos de crédito ACH
Open Banking
Serviços financeiros
17 de junho de 2024
5 min
Como a conectividade do site Open Banking aumenta a conversão de clientes